Batida traseira: quem paga a conta?

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, a culpa do motorista em colisões traseiras é justamente daquele que está atrás. Isso porque presumi-se que o mesmo não adotou distância segura e prudente do carro a sua frente, conforme determina as regras de trânsito.

No entanto, julgados dos tribunais do Estado de São Paulo já admitem algumas exceções. É o caso, por exemplo, da comprovação de frenagem abrupta, e sem qualquer motivo, pelo primeiro motorista, que exclusivamente nessa situação, acaba assumindo a responsabilidade e, consequentemente, a conta.

De toda forma, situações como essas nos fazem lembrar da importância de respeitarmos as leis de trânsito, demais motoristas e pedestres, já que essa é a única forma de criarmos um ambiente seguro para todos, inclusive para nós mesmos.

 

traffic-signs-674621_640